quinta-feira, 16 de outubro de 2014

A mágica da leitura!



Encontrei o livro "O Ano da Leitura Mágica" de Nina Sankovitch, em uma destas promoções de livrarias, e confesso que o levei para casa principalmente porque fiquei encantada com a capa (sim, eu sou dessas que compra o livro pela capa). Claro, eu havia visto também uma recomendação assinada pelo The New York Times, o descrevendo como "uma celebração à leitura", mas só em casa fui dar uma atenção especial ao enredo.

O livro conta a história de um caso real, da própria autora, que decidiu ler um livro por dia durante um ano , e ainda resenhá-lo em um blog o Read All Day, para absorver todo o conhecimento das páginas e se recuperar da morte de sua irmã mais velha, Anne-Marie.

Lembro de quando comentei com a minha mãe sobre a façanha e ela disse:"ela não deve fazer mais nada da vida". Mas, a própria Nina rebate esse argumento no início da trama."Tem sempre poeira para limpar e roupas para dobrar; tem sempre leite para comprar, jantar para cozinhar e louça para lavar. Mas nada disso poderia me manter afastada por um ano. Eu estava me permitindo um ano sem correrias, sem planejamento, sem sustentar os outros. Um ano de nãos: não me poupar, não controlar, não ganhar dinheiro. Claro que a nossa família poderia usar um dinheiro a mais, mas com apenas um salário, poderíamos continuar assim por mais um ano. Nós abdicaríamos do supérfluo e nos satisfaríamos com o que já tínhamos".




A autora comenta que a leitura sempre fez parte da sua vida, desde a infância, e que com esse desafio autoimposto, ela conseguiria se libertar da culpa de continuar vivendo enquanto a sua irmã não teve a mesma chance. "Comecei uma corrida no dia em que Anne-Marie morreu, uma corrida para longe da morte, para longe da dor do meu pai e da tristeza da minha mãe, para longe da perda, da confusão e do desespero".

Entre as regras para seu ano de leituras, estava escolher no máximo duas obras do mesmo autor. Assim, Nina conheceu novos escritores e criou novos amigos, já que pessoas do mundo inteiro entraram em contato para sugerir ou discutir sobre livros. E falando nisso, destaque para o que a autora comenta a cerca do cuidado com os livros prediletos de outras pessoas.

"As pessoas compartilham os livros que amam. Elas querem espalhar para os amigos e familiares a sensação boa que sentiram ao ler o livro ou as idéias que encontraram nas páginas deles. Ao compartilhar um livro amado, um leitor está tentando compartilhar o mesmo entusiasmo, prazer, medo e ansiedade que experimentou ao ler. E porque mais o fariam? Compartilhar o amor pelos livros ou por um livro específico é uma boa coisa. Mas é também uma manobra arriscada para ambos os lados. Quem dá o livro não está exatamente expondo a alma para uma rápida olhada, mas quando o entrega com o comentário de que é um de seus preferidos, está muito próximo de expô-la. Somos aquilo que gostamos de ler e quando admitimos que adoramos um livro, admitimos que este livro representa verdadeiramente algum aspecto do nosso ser, seja o fato de sermos loucos por romance, ou por aventura, ou secretamente fascinados por crimes."

Mas se prepare, com "O Ano da Leitura Mágica" sua lista de livros desejados vai aumentar, sem dúvida. Enquanto passa um breve resumo sobre as obras que lê, Nina cria ligações e nos apresenta sua história, o pai que sobreviveu à guerra, mas carrega muitas cicatrizes, a infância com as irmãs e os primeiro amores.

Uma leitura leve e rápida, mas que se torna um pouco repetitiva no fim. Porém, mesmo assim, vale a pena acrescentar o livro da Nina em sua lista!