sexta-feira, 1 de agosto de 2014

O Teorema Katherine - mais um livro de John Green!



Depois de "A Culpa é das Estrelas" e "Quem é você Alasca?", peguei mais um livro de John Green para ler: "O Teorema Katherine", em que a história é ambientada pela predisposição de um menino prodígio, o Colin, em namorar Katherines, ou melhor em levar o fora delas. A inteligência do menino só reafirma a crença do autor na intelectualidade dos jovens, que já foi afirmada pelo próprio em entrevistas e na personalidade de outros personagens.

Depois que a Katherine XIX termina com Colin, isso mesmo já existiram outras 18 na vida do personagem principal, Hassan encontra o amigo mal tanto fisicamente quanto mentalmente. E para tentar melhorar a situação de seu melhor amigo, Hassan sugere uma viagem sem destino certo no Rabecão, o carro de Colin, e é nesse ponto que o livro realmente começa.

Enquanto colocavam o pé na estrada, Colin mantinha seu caderninho de anotações no bolso e sua fixação por anagramas. Seguindo viagem, o garoto avistou uma placa com letreiros que convidavam para uma visita ao túmulo do arquiduque Francisco Ferdinando. E assim, os amigos foram levados até Gutshot. Nessa nova cidade além de conhecer novas pessoas, Colin tem a ideia de elaborar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, uma fórmula matemática que pode prever o fim de qualquer relação. 

Como já era de se esperar, a leitura é leve e contagiante. As notas de rodapé são ótimas e para quem gosta de matemática (o que não é o meu caso), todo o teorema é comprovado no apêndice pelo matemático Daniel Biss. Boa leitura pessoal!





"Mas Colin sempre podia contar com os livros. Os livros são o melhor exemplo de terminado: deixe-os de lado e eles o esperarão para sempre; dê-lhes atenção e sempre retribuirão seu amor."