terça-feira, 15 de outubro de 2013

Luxo em tempo de guerra



Imagine a Europa durante a Segunda Guerra Mundial. Aposto que vieram a sua cabeça bombas e ataques. Mas, é possível se surpreender com a atmosfera luxuosa oferecidas pelo Hotel Ritz de Paris, fundado em 1898, o ponto de encontro para a alta sociedade, de estrelas de cinema a príncipes,  mesmo em períodos de guerra. Entre as figuras ilustres estavam o general alemão Hermann Göring, e os escritores Ernest Hemingway e F. Scott Fitzgerald. 

Durante o confronto bélico o hotel ficou dividido em duas seções. Uma reservada para os oficiais alemães de alta patente e outra, exclusiva para ricos e famosos (e espiões). Mas, todos se encontravam nos espaços, principalmente no salão de eventos, onde Coco Chanel tinha mesa exclusiva frequentada, entre outros, pelo dramaturgo e roteirista Sacha Guitry, o astro do balé russo Serge Lifar e o poeta Jean Cocteau.

Essa, e muitas outras histórias, fazem parte do livro The Hotel on Place Vendôme – Life, Death, and Betrayal at the Hotel Ritz in Paris (sem título em português), da historiadora cultural e biógrafa, Tilar Mazzeo, autora de O segredo do Chanel Nº5 e A viúva Clicquot. A obra tem previsão de lançamento para março de 2014 nos Estados Unidos, e será publicado no Brasil pela Intrínseca.

Coco Chanel em sua suíte


Fonte de Informação: Intrínseca.