segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Comédias para se ler na escola, e fora dela também



Lembro-me de minha professora da 5ª série lendo uma das crônicas do Luis Fernando Veríssimo, extraída do livro Comédias para se Ler na Escola (2001), e lembro também de ficar encantada com a história. Porém, a verdade é que só fui ler a obra completa muito tempo depois, e talvez tenha sido mais proveitoso, contrariando a ideia do título.

O livro é uma antologia de crônicas do Veríssimo, organizada por Ana Maria Machado, uma leitora voraz do autor, que aliás, faz uma ótima apresentação no prólogo da obra. “Volta e meia a gente encontra alguém que foi alfabetizado, mas não sabe ler. Quer dizer, até domina a técnica de juntar as sílabas e é capaz de distinguir no vidro dianteiro o itinerário de um ônibus. Mas passa longe de livro, revista, material impresso em geral. Gente que diz que não curte ler”.



As narrativas são divididas em seis partes: Equívocos, Outros Tempos, De Olho na Linguagem, Fábulas, Falando Sério e Exercícios de Estilo. É difícil escolher qual é a melhor crônica, mas sem dúvidas as melhores partes são aquelas que brincam com a gramática. O autor abusa do significado e dos sons das palavras, que muitas vezes passam despercebidos.

“Certas palavras têm o significado errado. Falácia, por exemplo, devia ser o nome de alguma coisa vagamente vegetal. As pessoas deveriam criar falácias em todas as suas variedades. A Falácia Amazônica. A misteriosa Falácia Negra”.

Ironia, sarcasmo e humor são características constantes, acompanhadas de uma linguagem fácil e simples, que auxilia seus leitores a embarcarem nas histórias do cotidiano e da fantasia do autor.

Para quem ficou curioso para ler mais, abaixo segue uma das narrativas retirada de Comédias para se Ler na Escola!

Sexa 

- Pai........
- Hummmmm?
- Como é o feminino de sexo?
- O quê?
- O feminino de sexo.
- Não tem.
- Sexo não tem feminino?
- Não.
- Só tem sexo masculino?
- É. Quer dizer, não.Existem dois sexos. Masculino e Feminino.
- E como é o feminino de sexo?
- Não tem feminino. Sexo é sempre masculino.
- Mas tu mesmo disse que tem sexo masculino e feminino.
- O sexo pode ser masculino ou feminino. A palavra "SEXO" é masculina. O SEXO masculino, o SEXO feminino.
- Não devia ser "A SEXA"?
- Não.
- Por que não?
- Porque não! Desculpe. Porque não. "SEXO" é sempre masculino.
- O sexo da mulher é masculino?
- É. Não! O sexo da mulher é feminino.
- E como é o feminino?
- Sexo mesmo. Igual ao do homem.
- O sexo da mulher é igual ao do homem?
- É. Quer dizer...Olha aqui.Tem o SEXO masculino e o SEXO feminino,certo?
- Certo.
- São duas coisas diferentes.
- Então como é o feminino de sexo?
- É igual ao masculino.
- Mas não são diferentes?
- Não. Ou,são! Mas a palavra é a mesma. Muda o sexo, mas não muda a palavra.
- Mas então não muda o sexo. É sempre masculino.
- A palavra é masculina .
- Não." A palavra" é feminino.Se fosse masculino seria "o pal..."
- Chega! Vai brincar, vai.
O garoto sai e a mãe entra. O pai comenta:
-Temos que ficar de olho nesse guri...
- Por quê?
Ele só pensa em gramática.






Comédias para se Ler na Escola

Autor: Luis Fernando Veríssimo

Editora: Objetiva

Lançamento: 2001

Número de páginas: 145

Se quiser conhecer mais um livro do Luis Fernando Veríssimo, clique aqui e leia mais sobre Os Espiões.