quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Rowling aceita doação de escritório de advocacia

Mais um caso J.K. Rowling. A autora aceitou na última quarta-feira (31), a doação com fins beneficentes do escritório de advocacia responsável por revelar seu pseudônimo no romance policial "The Cuckoo's Calling".

Rowling havia processado o escritório Russells, depois que um de seus sócios, Chris Gossage, revelou à melhor amiga de sua mulher que, Roberth Galbraith, era na verdade a autora de Harry Potter. 

E o Twitter deu uma força, a amiga contou através desta rede social, o segredo para uma colunista do jornal britânico "The Sunday Times".

A doação foi feita à ONG Soldiers' Charity, dedicada a atender soldados, feridos em combate, e suas famílias. O que combina com a publicação, já que o romance é sobre um ex-combatente de guerra.

"Escrever sobre um herói que é veterano de guerra me permitiu apreciar e entender enormemente o muito que estas organizações beneficentes fazem pelos ex-combatentes e suas famílias, e quanto apoio é necessário para eles", afirma a escritora em nota.

Para entender toda esta polêmica sobre o livro, é só clicar aqui. E se quiser saber mais sobre a obra e como comprar, clique aqui.