segunda-feira, 17 de junho de 2013

O livro ou o filme?

Sabe quando tem um lançamento, você se interessou pela história, e vem aquela dúvida: Leio o livro ou assisto o filme? Primeiro, é preciso entender que um não é inimigo do outro, ou pelo menos não deveria ser, e erra quem assisti o filme esperando ver exatamente o que está no livro, a mídia e a realidade são outras.

Cada um com suas peculiaridades. O livro, tecnicamente, utiliza apenas um sentido, a visão, e talvez por essa razão, consiga despertar mais a imaginação do leitor. Como não há imagens, quem o lê as cria em sua cabeça, assim cada livro é diferente, para cada pessoa.

O filme, tem todos os efeitos especiais, e depende da interpretação dos atores. Mas condensa a história, em uma média de duas horas, o enredo está  lá todinho pronto. É verdade também, que os detalhes do filmes, muitas vezes são mais sutis, e necessitam de uma atenção maior do seu público.

Mas e agora, qual é a sua escolha? Eu prefiro ver o filme, para ter uma boa noção da história, e usar o livro como complemento. E essa dica é ótima para as histórias mais elaboradas, com um grau de dificuldade de entendimento maior.


Entre os ótimos filmes que foram inspirados em livros está Orgulho e Preconceito da autora Jane Austen. E toda a minha ansiedade e curiosidade da vez, fica por conta do longa A menina que roubava livros, inspirado na obra de Markus Zusak, que estreia em 2014. Bom livros e filmes a todos!