quarta-feira, 19 de junho de 2013

Mil Dias em Veneza, com muita receitas e amor

Que tal largar seu país, sua casa confortável e muito bem cuidada, seu emprego, e ir morar em outro lugar, com seu amor? Mesmo que esse outro lugar seja Veneza, convenhamos que é preciso muito amor! Foi o que vez Marlena de Blasi, com seu "estranho", o italiano Fernando, e depois, nos contou essa história real no livro Mil Dias em Veneza. "Veneza é toda esgarçada, remendada, linda de morrer e, qual uma feiticeira, me desarma e me tira o fôlego".

Foto do casal do romance.
Um obra com leitura leve, divertida e deliciosa, são tantas comidas e receitas, que te deixam com vontade de lagar tudo também, e ir embora pra Veneza. Mas nem tudo são flores, “l’americana”, chef de cozinha e crítica de restaurantes, troca Saint Louis, em Missouri, para morar em um apartamento caindo aos pedaços, de 77 metros quadrados (mas em Veneza).

Tudo isso porque durante um almoço com os amigos, o garçom do restaurante a entrega o telefone, há uma ligação para a americana. É  o "estranho", um veneziano que  viu Marlena passeando pela Piazza San Marco há um ano atrás, e se apaixonou. "Eu me apaixonei por você, não a primeira vista, porque só vi um pedaço do seu rosto. Para mim foi amor à meia vista. Foi o suficiente. E não ligo se você achar que eu sou louco".

Blasi precisou conhecer e se acostumar com uma nova cultura, um idioma diferente, que ela estava longe de dominar, e que só lhe era familiar quando se tratava de spaghetti, carbonara e outros ícones da cozinha italiana.

O lado real do livro não acaba no romance entre o casal, há dicas gastronômicas e receitas ao final do livro. Gostou da história? Então aproveite, leia um trecho, e veja a continuação da história de amor em Mil Dias na Toscana.







Mil Dias em Veneza

Autora: Marlena de Blasi

Editora: Sextante

Lançamento: 2010

Nº de páginas: 272