sexta-feira, 5 de abril de 2013

Recuperado imagens do Rio de Janeiro, dos anos 40

Foto: Kurt Klagsbrunn / A goiana Jussara Marques, Miss Brasil 1949


Livro recupera o trabalho esquecido do austríaco Kurt Klagsbrunn (1918-2005), e nos apresenta, pelas fotografias, o Rio de Janeiro, dos anos 40. Nas páginas de Refúgio do Olhar - A Fotografia de Kurt Klagsbrunn no Brasil dos Anos 40, de Marcia Mello e Mauricio Lissovsky, está o despertar do modo espontâneo e luminoso do Rio.

Nascido em Viena, filho de um químico, o fotógrafo pretendia seguir a medicina. Mas, dois acontecimentos mudaram seus planos: A saída de sua família, de origem judaica, do país, e a maneira como iria se relacionar com a nova pátria, com os brasileiros, e sobretudo com os cariocas.

Ao desembarcar no Rio, em 1939, Klagsbrunn anotou em seu diário "Primeiro banho de mar". "Trata-se de uma celebração da vida e da descoberta de um novo mundo", comenta a coautora Marcia Mello. Segundo ela, foram necessários, cerca de um ano, para selecionar aproximadamente 270 imagens, dentro de um arquivo que vai dos anos 40 aos 80.

O livro traz também a colaboração do artista para a Ação Social Arquidiocesana, entidade para qual registrou a vida nas comunidades carentes do Rio, e para a União Nacional dos Estudantes, na qual militou contra o facismo.

O fotógrafo circulou pelos meios artísticos e retratou celebridade, como: os autores Bibi Ferreira e Grande Otelo, o arquiteto Oscar Niemeyer e o cineasta americado Orson Welles.

Klagsbrunn não restringiu seu trabalho a cidade carioca, e como seu arquivo é imenso e praticamente inédito para as novas gerações, os autores já prepararam um novo volume, dessa vez dedicado aos anos 50, décado que o fotógrafo, viajou pela América Latina e retornou pela primeira vez à Europa, desde seu exílio.


Fonte de informação: Revista Veja