domingo, 23 de dezembro de 2012

Bonner e o Modo de Fazer o JN




Em 2009 o reconhecido jornalista e editor-chefe do Jornal Nacional da Rede Globo, William Bonner lançou o livro Jornal Nacional - Modo de Fazer. Retratando os 40 anos do JN, o autor apresenta o funcionamento de um Jornal não apenas para jornalistas ou estudantes, as explicações são claras para que a população de um modo geral consiga compreender.

O prefácio do livro, escrito por sua mulher a jornalista Fátima Bernardes, que na época também dividia a bancada do JN, mostra as perguntas mais comuns que ambos escutam na rua, entre elas: Vocês decoram tudo aquilo? Vocês gravam o jornal a que horas? O jornal não é só de noite? Por que você tem que ir tão cedo para lá? Curiosidades de pessoas que não são da área, mas que se sentem parte da equipe por acompanhar todos os dias a programação de sua casa.

Entre os assuntos discutidos no livro estão os critérios para selecionar os assuntos publicados pelo JN; o furo jornalístico, aquela informação de grande importância que nenhum outro jornal, ou até mesmo meio de comunicação tenha tornado público; o objetivo do JN que é repetido inúmeras vezes. “O Jornal Nacional tem por objetivo mostrar aquilo que de mais importante aconteceu no Brasil e no mundo naquele dia, com isenção, pluralidade, clareza e correção”

O autor revela alguns de seus erros como editor do jornal e também histórias engraçadas que aconteceram durante os dez anos (em 2009) em que está a frente do JN, e reafirma a figura carismática que criou de si mesmo. “Quando fui convidado para a chefia do JN, eu tinha uma mecha de cabelos brancos e um respeito enorme pela responsabilidade social da Globo, do jornalismo da Globo e do Jornal Nacional. Ao longo destes dez anos, esse respeito só fez crescer, continuamente, dia após dia. Mais ou menos como aconteceu com a mecha branca”.